Casamentos

O buffet é uma das partes mais trabalhosas para o casal durante o planejamento do dia C. Além de adaptar o melhor tipo de serviços para a quantidade de convidados, é preciso também escolher pratos que consigam agradar à maioria, e ainda se destacar tanto pelo sabor quanto pela elegância da sua apresentação. Mas isso é não é tudo. É essencial também saber harmonizar as bebidas, e “escolhê-las a dedo”, prezando pela sua excelência e pela sua sintonia com o clima e com a identidade visual do evento, passando pela decoração de casamento e pelo estilo dos noivos. 

Depois de tantos cuidados com cada detalhes da organização, desde a escolha da letra do convite de casamento até os pormenores dos trajes nupciais, é preciso ter uma atenção especial na hora de escolher e servir vinhos e espumantes no seu evento. Afinal vocês não vão querer fazer feio com seus convidados nesta área. Confiram essas dicas preciosas que irão sanar suas dúvidas na hora de escolher a bebida de Dionísio para o grande dia.

Empório Borges

1. Perfil da festa determinará as bebidas

Primeiramente é preciso pensar se o seu casamento ocorrerá durante o dia, à tarde ou à noite, e na quantidade de convidados, para depois determinar o que será servido. A sugestão mais prática é que, se for um mini wedding para até 60 pessoas, a possibilidade de harmonizar as bebidas com cada prato servido pelo buffet pode ser levada em conta. Mas caso a festa tenha mais de 100 convidados, escolher um tipo de vinho branco, um tinto e um espumante é a solução mais eficaz é deixar que cada pessoa escolha o que mais aprecia. 

E sempre vale uma dica que parece óbvia, mas às vezes passa despercebida: nunca deixem de degustar os vinhos antes de comprá-los. É importante que se prove tudo o que será servido no dia C.

2. Saiba fazer a conta de quantas garrafas você deverá servir na festa

Se o vinho ou espumante for a bebida principal, a conta pode ser de uma garrafa para cada dois ou três convidados. Se outras bebidas forem servidas, como cerveja, a conta muda, e vocês podem pensar em uma garrafa para cada seis ou oito pessoas.

3. Vinho tinto deve ser leve

O vinho tinto tem, comprovadamente, menos saída que os vinhos brancos e os espumantes. Mesmo que a festa ocorra numa época fria e seja a predileção dos noivos, a melhor opção são os vinhos secos sem passagem por barricas e sem taninos muito presente. Quanto mais forte for o vinho, maior a chance de que os convidados não apreciem e que fique “encalhado”. Se vocês não abrem mão de um vinho mais encorpado, podem comprar algumas garrafas e deixá-las à diposição da sua mesa e para convidados que pedirem. As uvas que costumam agradar muitos paladares são as Pinot Noir ou Sangiovese.

4. Vinho branco para dias quentes

Ideal para casamentos ao ar livre e no verão, que acontecem em ambientes campestres, com uma decoração de casamento rústica, ou mesmo na praia, à beira-mar, o vinho branco pode ser servido desde a recepção até o fim da festa. A recomendação é comprar um vinho das uvas Chardonnay ou Sauvignon Blanc. São refrescantes e excelentes para dias quentes, e harmonizam bem com quase todas as refeições.

5. Vinhos rosés

Assim como os vinhos brancos, os vinhos rosados são ótimos para serem servidos no calor, por serem frescos e aromáticos, além de ser bastante versátil para vários tipos de cardápios. O bolo decorado de casamento fica excelente com essa bebida, que pode até substituir o espumante na hora dos votos, depois de trocarem lindas frases curtas de amor. Um bom custo benefício são vinhos rosé chilenos e argentinos.

6. Espumantes

Tão certos como as músicas românticas de casamento são os espumantes nas festas matrimoniais. A dica aqui é investir nas borbulhas brasileiras, que tiveram nos últimos anos um incrível aumento de qualidade. Steven Spurrier, famoso crítico de vinhos, afirmou em um evento em 2014, sobre espumantes do hemisfério Sul: “Vocês não precisam de champagne. O Brasil tem seus próprios espumantes para beber”. Por isso a escolha de um produto nacional é certeira. Os valores são variados, mas o custo benefício é excelente.

7. Sangria: opção para enlaces menos formais

A sangria é uma bebida feita com base na mistura de vinho tinto ou vinho branco, suco de frutas, pedaços de frutas e açúcar. Ideal para dias quentes, ela pode ser uma boa opção em um casamento mais despojado. Para poder desfrutar bem dessa delícia, ela dever ser servida fria e de preferência com gelo! E, claro, tenham cuidado ao escolher os vinhos para a bebida. Nada de optar por garrafões de vinho para render mais, isso pode ser fatal para uma ressaca no outro dia! O melhor a se fazer é usar o mesmo vinho que será servido puro. 

8. Temperatura das bebidas

Não adianta investir em um belíssimo sapato branco de noiva se ele não for confortável. E a mesma comparação pode ser feita com as bebidas da sua festa. É primordial que elas sejam servidas em temperaturas corretas e, para isso, vocês podem (e devem!) ser exigentes com o serviço de bar. Em dias quentes as bebidas podem até ser desperdiçadascaso não estejam na temperatura ideal. Essas são as recomendadas:

  • Vinho tinto: 12ºC a 14ºC
  • Vinho branco: 6ºC a 12ºC
  • Espumantes: 4ºC a 10ºC

9. Harmonizando o vinho com o buffet

Se sua festa for servir vários pratos no jantar, com um menu degustação com entrada, pratos principais e sobremesa, vale trabalhar com a mesa posta e colocar todas as taças, uma para cada bebida, já na mesa. Além de facilitar na hora de servir, fica mais elegante. As outras bebidas como cerveja e whisky, podem vir do buffet já servidos no copo apropriado. Uma dica interessante é: não esqueça de servir água aos convidados. Hidratação é primordial em um evento onde são servidas bebidas alcóolicas.

10. Vinho de sobremesa

Já na reta final da festa, é hora de cortar o bolo e, para acompanhá-lo, nada melhor do que um bom vinho de sobremesa.Esse vinho é servido em uma taça pequenina e vale investir em um bom vinho do porto, que pode ser tinto ou branco e acreditem: valerá a pena cada gole da bebida. Uma opção é oferecer, como lembrancinha de casamento diferentes, garrafinhas de vinho do porto personalizadas. Esse tipo de vinho costuma ter valores mais altos, mas agora já têm preços mais acessíveis no Brasil. 

Casa Quena

A escolha das bebidas que serão servidas deve refletir os gostos pessoais do casal e também a sua disposição em adaptar a festa aos seus familiares e amigos que estarão presentes. Assim como as músicas do casamento irão marcar a memória dos protagonistas, o paladar também tem o poder de levar as pessoas a viajarem no tempo com as recordações, e as bebidas vão contribuir para que o seu dia C seja inesquecível.

0 comments

Leave a reply