Autor: alecamposeventos

Esse estilo de casamento é perfeito para aquele casal que gosta de elementos delicados e românticos, que remetem ao passado. Aqui, uma decoração mais rústica, com peças de DIY (Do It Yourself), como porta-retratos, e itens de família, como máquina de costura e bicicletas antigas, ajudam a deixar tudo bem a cara dos noivos.

Esse tipo de casamento, por usar objetos de família e peças feitas à mão, se mostra muito íntimo, perfeito para quem gosta de colocar a mão na massa e ainda economizar um dinheirinho.

Fonte: Casar é um barato

Esse é aquele tipo de casamento para casais que curtem aquela vibe anos 70, hippie e bem boêmia, sabe? Vira e mexe esse tipo de decoração aparece entre os mais procurados pelos noivos, e para não acabar virando um casamento temático, ele mistura elementos dos anos 60-70 com alguns mais contemporâneos.

O casamento boho-chic acontece, normalmente, em meio à natureza — assim como o campestre —, e não depende de tanto dinheiro quanto o casamento clássico. Além disso, mistura peças pessoais e novas na decoração, lembrando muito o próximo estilo que falaremos sobre.

Fonte: Casar é um barato

Extremamente em alta, esse tipo de decoração combina com casais que prezam pela simplicidade na hora de marcar os momentos felizes da vida. Esse tipo de casamento usa das belezas naturais para compor a decoração, além de aproveitar da iluminação solar para a hora das fotos.

Como dissemos, é uma decoração mais simples, então depende muito mais de criatividade do que de dinheiro, já que as fotografias precisam de menos equipamentos e a natureza é o ponto alto da ornamentação.

Fonte: Casar é um barato

Dos tipos de decoração de casamento, esse é ideal para casais mais tradicionais. A decoração de casamento clássica é luxuosa e costuma demandar bastante investimento. Esse tipo de casamento é atemporal e não segue tendências como os outros desta lista.

Aqui a decoração é mais sóbria e tem o branco, o rosa-chá, o dourado e o champanhe como as cores mais usadas — tudo meio nude, um charme! Por ser luxuoso e ter chance de ficar exagerado, vários casais optam por contratar empresas especializadas no assunto. Elas, por sua vez, montam uma decoração deslumbrante, abusando de lustres, iluminação, pratarias e paisagismos — quase uma coisa de princesa!

Fonte: Casar é um barato

Existem duas explicações para entendermos a origem da palavra “boda” e seus significados. A primeira e mais conhecida delas atribui o termo ao latim, mais especificamente ao vocábulo “vota” (plural de “votum”), que quer dizer promessa. Com o passar do tempo e influências de outros idiomas, “v”, “b” e as pronúncias se confundiram, transformando “vota” em “boda”.Hoje em dia, e principalmente na cultura ocidental, as bodas ganharam diferentes nomes, sendo que cada um deles é relativo a um determinado ano para celebrar o aniversário de casamento. Os nomes, na maioria das vezes, referem-se a alimentos, bebidas, materiais, da natureza ou não, árvores e pedras preciosas, como simbologias variadas para representar fragilidade, novidade e resistência.Por exemplo, as Bodas de Papel, que representam o primeiro ano do casal após a oficialização da união, têm a ver com o papel ser dos materiais mais frágeis existentes, que pode ser destruído a qualquer momento. Já os dez anos de casamento, conhecidos como Bodas de Zinco ou Estanho, fazem referência ao fato do estanho ser um metal maleável, e o zinco, protetor contra a ação do ferro.Entre as bodas mais populares e celebradas por aí estão as de Prata (25 anos) e de Ouro (50 anos), que costumam render grandes festas preparadas pelos casais, além da renovação dos votos de casamento e até mesmo a troca das alianças antigas por novas.

Primeiro ano de casamento – Bodas de de Papel

Dois anos – Bodas de Algodão

Três anos – Bodas de Trigo ou de Couro

Quatro anos – Bodas de Flores e Frutas ou de Cera

Cinco anos – Bodas de Madeira ou de Ferro

Seis anos – Bodas de Perfume ou de Açúcar

Sete anos – Bodas de Latão ou de Lã

Oito anos – Bodas de Papoula ou de Barro

Nove anos – Bodas de Cerâmica ou de Vime

Dez anos – Bodas de Estanho ou de Zinco

11 anos de casamento – Bodas de Aço

12 anos – Bodas de Ônix

13 anos – Bodas de Renda ou de Linho

14 anos – Bodas de Marfim

15 anos – Bodas de Cristal

16 anos – Bodas de Turmalina

17 anos – Bodas de Rosas

18 anos – Bodas de Turquesa

19 anos – Bodas de Água Marinha ou de Cretone

20 anos – Bodas de Porcelana

21 anos de casamento – Bodas de Zircão

22 anos – Bodas de Louça

23 anos – Bodas de Palha

24 anos – Bodas de Opala

25 anos – Bodas de Prata

26 anos – Bodas de Alexandrita

27 anos – Bodas de Crisopázio

28 anos – Bodas de Hematita

29 anos – Bodas de Erva

30 anos – Bodas de Pérola

31 anos de casamento – Bodas de Nácar

32 anos – Bodas de Pinho

33 anos – Bodas de Crizopala

34 anos – Bodas de Oliveira

35 anos – Bodas de Coral

36 anos – Bodas de Cedro

37 anos – Bodas de Aventurina

38 anos – Bodas de Carvalho

39 anos – Bodas de Mármore

40 anos – Bodas de Rubi ou de Esmeralda

41 anos de casamento – Bodas de Seda

42 anos – Bodas de Prata Dourada

43 anos – Bodas de Azeviche

44 anos – Bodas de Carbonato

45 anos – Bodas de Safira ou de Platina

46 anos – Bodas de Alabastro

47 anos – Bodas de Jaspe

48 anos – Bodas de Granito

49 anos – Bodas de Heliotrópio

50 anos – as famosas Bodas de Ouro

51 anos de casamento – Bodas de Bronze

52 anos – Bodas de Argila

53 anos – Bodas de Antimônio

54 anos – Bodas de Níquel

55 anos – Bodas de Ametista

56 anos – Bodas de Malaquita

57 anos – Bodas de Lápis Lázuli

58 anos – Bodas de Vidro

59 anos – Bodas de Cereja

60 anos – Bodas de Diamante ou de Jade

61 anos de casamento – Bodas de Cobre

62 anos – Bodas de Alecrim ou de Telurita

63 anos – Bodas de Sândalo ou de Lilás

64 anos – Bodas de Fabulita

65 anos – Bodas de Pérola Negra

66 anos – Bodas de Ébano

67 anos – Bodas de Neve

68 anos – Bodas de Chumbo

69 anos – Bodas de Mercúrio

70 anos – Bodas de Vinho

71 anos de casamento – Bodas de Zinco

72 anos – Bodas de Aveia

73 anos – Bodas de Manjerona

74 anos – Bodas de Macieira

75 anos – Bodas de Brilhante ou Alabastro

Fonte: Abril

Você sabia que a cor escolhida pela Pantone como a cor do ano de 2018 é a Ultra Violet? Veja quais são as cores que harmonizam com esta que é a cor que mais aparecerá durante o ano, tanto na decoração, quando arquitetura e moda.

 

Festa Rústica deriva principalmente do estilo Boho Chic, tendência em alta para a Decoração nas próximas estações do ano.Origem do estilo Boho:O nome é uma junção do movimento francês Bohemian (boêmio, em português), com Soho, um dos bairros mais artístico em Londres. Esta concepção se traduz em roupas e acessórios cheios de influências hippies, ciganas, vintages e também roqueiras. A moda Boho apareceu pela primeira vez em meados de 2003, durante festivais de música na Inglaterra, como o mundialmente famoso Glastonbury e esta presente até hoje em festivais de músicas contemplados, como o Coachella.

É uma das novas tendências nos bolos de aniversário e já fazem imenso sucesso. A ideia de bolos em forma de números já não é nova, a grande novidade é que em vez de bolo é usada massa de biscoito.Os Bolos com Números de Biscoito são uma verdadeira obra de arte. São visualmente muito bonitos e atraem a atenção de todos. Um sucesso em qualquer aniversário.A ideia é muito simples. Coze biscoitos grandes com a forma do número do aniversário 1, 10, 100. O número de bolachas necessárias depende do aniversário.

Papercraft é uma técnica de construção de objetos tridimensionais usando apenas papel, cola e muita habilidade para dobraduras. A arte vem sendo apreciada no mundo inteiro e se tornou uma forma bastante criativa para decorar e compor ambientes, além de mais econômica dado a matéria-prima usada. Esta, por sua vez, faz com que o objeto seja leve e facilmente transportável, ao contrário da madeira e do vidro, por exemplo.

As sereias, seres míticos que habitam o fundo do oceano, começaram a ressurgir no imaginário popular quando o movimento cultural Seapunk nasceu no Tumblr em meados de 2011. Desde então, os tons azulados e esverdados do oceano, o brilho das pérolas, as texturas praianas e a magia dessas mulheres-peixe tomaram conta da internet, do design e da moda, dando origem ao termo sereismo.